Buscar
  • Equipe Get Ahead

4 coisas que líderes devem fazer para melhorar a saúde mental



Falar sobre saúde mental nunca foi tão importante. Para líderes, o tema tem um duplo apelo: é preciso cuidar do bem-estar próprio e dos funcionários. Oferecer um ambiente de trabalho flexível é um bom começo, mas outras estratégias podem tornar esse cuidado mais eficiente.


Em um artigo publicado no Inc., o palestrante e coach executivo Marcel Schwantes listou quatro coisas que líderes podem fazer para melhorar a saúde mental. Veja a seguir.


1. Fale abertamente sobre saúde mental

Garantir que esse assunto não é um tabu na empresa é o primeiro passo. Também é preciso criar espaços seguros em que os funcionários se sintam à vontade para pedir ajuda para superar os desafios pelos quais estiverem passando.

Schwantes cita como exemplo uma medida tomada pela SAP. A empresa oferece um canal telefônico e um e-mail pelos quais os colaboradores podem conversar com um conselheiro de forma confidencial e gratuita.


2. Reduza a sobrecarga digital com ferramentas analógicas

O excesso de telas afeta a produtividade e o bem-estar. Uma edição da pesquisa Workplace Productivity Report com 2 mil trabalhadores, por exemplo, mostrou que três em cada quatro estão vivenciando sobrecarga digital.

Usar ferramentas analógicas, como cadernos e post-its, pode ajudar a ter mais organização sem as distrações dos dispositivos digitais. “Ferramentas analógicas também relaxam a mente, abrem espaço para a solução de problemas e nos permitem pensar sobre novas ideias de maneira diferente”, diz Holland Haiis, especialista em produtividade e detox digital.


3. Comunique-se de forma clara e transparente

Muitos funcionários estão enfrentando altos níveis de estresse e o medo de perder o próprio emprego. Por isso, segundo Schwantes, é mais importante do que nunca manter uma comunicação clara e transparente – principalmente sobre temas difíceis, como a saúde financeira da empresa e potenciais demissões.


4. Desligue-se das suas responsabilidades de trabalho

O excesso de reuniões por videochamada se tornou tão comum nos últimos meses que levantou discussões sobre a chamada “fadiga de Zoom”. A melhor forma de contornar o problema, segundo Schwantes, é fazendo algo completamente desconectado do seu trabalho. Na prática, trata-se de ter um tempo dedicado a si mesmo todos os dias. Vale ouvir seu estilo musical preferido, mergulhar em uma boa leitura ou até mesmo falar por vídeo, mas com família e amigos.


A GET AHEAD está à disposição para fazer o melhor pela sua organização e mudar a relação dela com saúde mental e produtividade. Entre em contato!


Nossa equipe faz curadoria do que é publicado em nosso blog com o monitoramento de fontes confiáveis. O texto é de responsabilidade do autor. Leia a matéria completa na Revista PEGN.

26 visualizações0 comentário